segunda-feira, 11 de maio de 2009

A maior causadora de conflitos: Sra. TPM!!!


Um mês é tempo... mas, para as mulheres, ou pelo menos para a maioria delas, tem uma semaninha no mês que aparenta ser uma eternidade. É a tão sofrida "semana da TPM".

Pra mim, os sintomas vêm de leve: uma falta de paciência total, uma leve irritação, e uma sensibilidade a mais. Mesmo assim, já são suficientes para causar estragos.

Analisem a seguinte situação do fim de semana: domingo de dia das mães, minha pouca família reunida, um churrasco rolaria mais tarde. Todos felizes e sem nenhum motivo aparente para estarem irritados. Todos de folga de seus trabalhos, tudo corria bem e na mais perfeita paz.

Como acontece em todos os finais de semana, o meu namorado se propõe a lavar o carro, o meu carro. Tudo estaria perfeito, a não ser pelo fato de eu ter que ajudá-lo a lavar. Pensando bem, não é mais do que minha obrigação, já que o carro é meu. Mas, o fato de ser um domingo, dia de não fazer nada, eu ter trabalhado no sábado anterior e querer ficar sossegada sem fazer nada falou mais alto. Eu realmente me irritei, mas mesmo assim fui.

Começamos a pegar os panos para a lavagem e a primeira discussão inicia. Ele diz:

- Pega dois panos!

-Pra que? Você sempre lava o carro inteiro enquanto eu limpo as calotas. Então precisamos de um pano só. (Ele me olha feio. Sei que ele pensou: "Mas que folgada").

Pra não dizer folgada, ele solta irritado: - Ahhh sua ingrata!!!

Nossa!!!! Aquilo nos meus ouvidos soou como todos os xingamentos possíveis. – Como assim ingrata???

E ele começou a enumerar os motivos da minha ingratidão. Os meus olhos já encheram de lágrimas, tomados por um misto de raiva e tristeza. Mas não hesitei. Peguei o pano da mão dele e disse irada: - Hoje você lava as calotas e eu o carro!

Ele, que adora travar uma discussão, não deixou por menos. Pegou o pano da minha mão e disse: - Para de besteira. Eu lavo o carro e você as calotas.

Peguei novamente o pano e comecei a lavar o carro todo, esbravejando minha raiva. Pra completar, enquanto eu passava o pano no carro, com um ódio imenso, pensando estar colocando toda a minha força ali, ele solta com um risinho debochado: - Não é pra fazer carinho no carro não, é pra lavar! – Vendo a minha expressão nervosa, ele completa: - Tá mal humoradinha é? (E eu estava mesmo!)

Minha mãe chega e contribui: - Ouvi a palavra mal humor? Ela tá mal humorada né, deixa ela!

Nossa, o mundo estava contra mim! Eu continuei irritada, e ele resolveu lavar as calotas para amenizar. Depois de uns minutos, numa pegada de água com o balde, ele veio me ajudar. Olhou-me com ternura e me abraçou, dizendo um amoroso: "Me desculpa?". Pronto, suficiente para que meus olhos se inundassem novamente. Também pedi desculpa reconhecendo a minha irritação desnecessária.

A tarde passou agradável. Nada de conflitos. Após o churrasco, a sobremesa. O meu namorado diz que quer sorvete e eu me dispus a pegar. Abri o congelador e constatei que só tinha sorvete de creme. – Amor, só tem de creme, pode ser? (primeira tentativa, doce como o sorvete). Ele continua conversando com a minha mãe. Respiro, e pergunto pacientemente: - Vida, só tem de creme, você quer? (segunda tentativa, uff, respirei). Ele continua conversando e pegando um copo para beber água. Eu com o congelador aberto, o ar gelado na minha cara, tento mais uma vez, controlando muito a minha voz irritada: - Ti, você quer ou não? (eu estava mesmo me esforçando pra não ser grossa). E mais uma: - Tiago, você quer ou não o sorvete? (nada!!!). Foi impossível conter, aumentando o tom de voz, visivelmente sem paciência eu digo no auge da minha irritação: - Olha, o sorvete está aqui. Se quiser, pega o copo e coloca aí. Ele me olha indiferente, já sabendo que aquela não sou eu e que daqui há uns 3 dias tudo voltará ao normal. Rsrsrs!

Mais tarde, quando estamos juntos num momento mais tranquilo, ele pergunta cheio de amor pra dar (já sabendo a reposta): - O que você tem hoje hein? Eu fiz alguma coisa?

Eu, frágil como um cristal, respondo: - Não é nada com você. Sei lá o que é, acho que estou de TPM. Desculpa, estou chata, mas vai passar.

Ele diz compreensivo: - Eu sei amor, sei como é ruim. Quer dizer, não sei, mas imagino como deve ser ruim não ter controle sobre seus atos. Eu entendo!

Aquilo soou como música para mim. E ficamos ali, juntos, curtindo o restinho de domingo e discutindo a pauta para o próximo texto deste blog.

- Não sei sobre o que escrevo. (eu disse a ele)

- Escreve sobre TPM! (Rimos juntos!)

Olha, não é fácil ser mulher. Agradeço por ter um namorado compreensivo, apesar das pequenas discussões. Inevitáveis, mas tudo acaba bem. Homens, um pouco de paciência com suas mulheres! Sejam elas namoradas, esposas, irmãs, mães... Essa semana é difícil pra nós, agimos totalmente alheias a nossa vontade. Cada uma com seus sintomas, mas todas nós precisamos de um pouco mais de paciência e compreensão nesse período.

Prometemos voltar ao normal depois! Rsrs!

(Amor, acabei gostando da idéia. Obrigada pela paciência!)
Ariane Aleixo

25 Opiniões:

Jotas disse...

TPM: A única coisa que consegue me deixar ainda pior e mais chata...

Bruno e Joyce disse...

É só respirar fundo e fazer yoga...rs
Moro com mãe e irmãs, e tenho uma namorada. Mas nada que a paciência não resista.

Bruno Costa

avassaladorasrio disse...

Querida amiga avassaladora ...Ariane...
Se eu fosse voce não faria propaganda desse homem... Ele lava seu carro e ainda atura voce de TPM ? até a sogra gosta dele!
Esconde esse homem em casa e não conte pra ninguem que ele existe... Só falta dizer que ele ajuda em tudo na casa, cozinha bem e ainda lava a louça... se for bom de cama então!!! esconde do bofe!kkkkkk

C. disse...

Ninguém merece TPM --'

www.conto-um-conto.blogspot.com

Aninha disse...

Oh garota de sorte!
AO menos vc é compreendida, rsss
(Mas q dá raiva qnd a gente fala e não nos dão ouvido, msm sem estarmos na TPM... rss)

Renan Jouberth Silva disse...

Brilhante... TPM... Tocou Perguntou MORREU! hehe... Texto Perfeito.. mto legal como vc torna uma coisa cotidiana em um texto gostoso de ler... PARABÉNS!

Daniel L disse...

Nada mais oportuno para o título do blog do que falar sobre Tensão Pré-Menstrual. Sem dúvida é uma irritação que só pode vir além do que se vê.

Kelly Christi disse...

"Magoo", não há um misticismo circundando o Oasis, se tivesse lido o post inteiro, saberia que eu, Kelly Cris, nunca disse isso, em momento algum estou idolatrando-os, ou dizendo que é bacana, certo ou errado como eles tratam os fãs...rs, a música é muito mais forte que esse monte de bobagens( ser simpático ou ser chato), mas acontece...
vlw pela visita, mesmo não tendo lido nada é sempre bom ouvir críticas, me divirto, volte sempre que quiser nos deleites rsrs...

_________________________________________

qto o seu texto sobre a TPM:

Mto. bacana, mostrou de forma bem humorada, em situações simples, como lavar o carro, deixa as mulheres malucas na fase da TPM, mas normal ,
né? sinal que estamos vivas! rsrs

bjitos

http://www.pequenosdeleites.blogspot.com

Luiza de fato! disse...

Me identifiquei muito com o texto. rs
Até eu fico surpresa; minha transformação é inacreditável e assustadora! rs
Basta um 'Bom dia' pra se soltar um 'Bom pra quem?'.
No meu caso eu já nem peço mais paciência; apenas que me isolem que logo passa. rs
Muito bom o texto mesmo.
Beijim.

Tissia. disse...

hahaha!
TPM - Treinadas para matar!

Catherine disse...

Quando rumei com meu livrinho, tive medo. Se preenchesse meu vazio, aquele que já tornei meu companheiro, o que restaria das minhas peripécias? E do meu tempo livre? Tenho medo de preencher com um trabalho massante, com os problemas dos patrões. Então preencho com possibilidades. Quando vi Ramil, todo formoso e garboso, tive que fugir. Se apaixonar por um autor e cantor não deve ser fácil. Acho que é como ter TPM todos os dias. E isso eu não quero...hehe

Um beijo, moça.
catherinedejupiter.blogspot.com

B&V disse...

HAHAHAHAHAHA Pior que é exatamente assim, uma coisa completamente insignificante pode fazer o mundo cair.
E depois vem o remorso né, quando a gente percebe que foi tpm e que nosso pseudo-escândalo foi sem motivos, na boa - pobres homens, mas tbm pobres mulheres que tem de aprender a controlar isso.
Beijos estão favoritados aqui.

Bella disse...

É tão ruim passar por isso... comigo acontece a mesma coisa: despejo toda a raiva do mundo (proporcionada pela TPM) em cima do meu namorado. E justo ele, que é sempre tão bonzinho... vou pedir pra ele ler esse post, fazê-lo entender que eu não sou a única que age como louca!
Beijos

Cary disse...

ah, adorei!
ahuahauhauhauahuahua
eu fico de assim pra pior quando estou de tpm, mas fico com raiva do meu namorado sem nem ter motivo hehehehe

beijos to seguindo!

Mau disse...

Obrigada pelo comentário no meu blog! Vim reforçar que compartilho da mesma opinião sobre cotas, inclusive da forma de tentar resolver parte do problema: cotas para pobres, ou estudantes de escolas públicas. Bancos, negros, amarelos, qualquer raça, mas pobres. Aí sim, ficaria mais justo. Pena que o problema vem lá do comecinho, do ensino fundamental, mas essa é uma outra história...
Vm retribuir a visita e dei de cara com esse texto super bacana sobre TPM. Parece que tá falando de mim...rs...
Gostei do que vi. Parabéns!

Frgmentos do Dia
http://frag-reflex.blogspot.com/

____ Lá Bemol. disse...

Muito bom o texto !
EU fiko do meesmo jeito, TPM - Tempo Para Matar .. kkkkkkkk'

Beijos

SHIRLEI VIVENDO UM DIA DE KADA VEZ disse...

TPM acredite todo mes eu fico muito irritada e com vontade de matar meu namorado.....kkkkkk tenho até dó dele pq todo mes qdo estou de tpm eu quero terminar com ele pq normalmente já estou irritada imagina nessa semaninha do mes kkkkk

Tiago Camilotti disse...

raxante :>:

muito legal e inteligente seu texto

aliás o seu blog todo é bem original! parabéns!

Avassaladoras Rio disse...

Querida amiga avassaladora...
Comentamos há um tempo atras nesta postagem... mas estamos voltando ...
francamente, o periodo minimo de TPM não é suficiente para vencer os outros 365 dias do ano em que a maioria dos homens é grosseiro e impaciente com qualquer coisinha

Rogerio disse...

sorte que sou homem e não passo por isso...eee...

www.webcolunas.blogspot.com disse...

Ai que inveja! Tão compreendida... TPM é meio que "treinada para matar" comigo. Ela não pega leve! E vem matando que eu mais amo. Aliás, principalmente que eu mais amo!

Andreia B. disse...

A TPM é realmente a inimiga número 1 de todos os relacionamentos heterossexuais ! rsrs

Nossa... Meu noivo que o diga! Coitado, eu como todos os chocolates possíveis, na verdade eu peço a ele, ele traz, eu como e... E, eu digo que ele é que quer me engordar. No outro mês quando ele não compra... Eu reclamo! rsrs Aí ele diz:
" Nossa Andreia... Você na TPM eu tenho que ter bola de cristal! " rs


Beijos e adorei o blog!

http://andreiabaro.blogspot.com/

giovani disse...

Homem paciente(ou sobrevivente) é aquele que aguenta mulher com TPM...

Cris Krüger disse...

Adorei. É a mais pura verdade, é um sentimento muito louco. É uma mistura de tristeza com raiva, e que por mais que saibas o que é (TPM), não consegues controlar. Ele te domina completamente. Coisas que nas outras três semanas do mês levas na brincadeira, naquele momento te irritam e magoam muito. E sempre descontamos nas pessoas que estão mais próximas de nós. Já fiz até tratamento para diminuir os efeitos da TPM. Hoje consigo (na maioria das vezes) administrar minhas TPMs sem muitos estragos ao meu redor. Digamos que estou mais controlada... Pedimos apenas um pouco da paciência conosco, num momento que para nós também esta sendo difícil.

Pobre esponja disse...

É difícil para um homem falar disso, né...polemizando o lance, não sei, mas creio que a TPM (a existência dela) é relativamente nova. E antes? Talvez elas ficavam "neuróticas" ou nao sabiam, ou não ficavam?
Digo assim porque pode soar como uma desculpa ou até mesmo como aquele lance da mentira disse mil vezes vira verdade.
Mas quem sou eu para falar (apesar de ter dito)? Sou homem...

hehe
abç
Pobre Esponja