quinta-feira, 7 de maio de 2009

Sentir...



As lágrimas caem,
Mas a tristeza não está aqui.
Meus olhos estão fechados,
Mas claramente, eu posso te ver.
Não consigo raciocinar,
Mas é em você que meu pensamento está. Firme, constante, lúcido.
Há o silêncio da noite. Puro, escuro, simples.
Mas nele, escuto a sua voz. Doce, intensa, sussurrada.
A minha boca está seca.
Mas sinto deliciosamente o gosto do seu beijo. Ardente, cheio, delicioso mesmo.
Eu deveria estar dormindo...
Mas, se durmo, o meu sonho é você!
No ar que me cerca,
É o seu cheiro que predomina. O tão falado... "cheiro de você".
O lençol está sobre mim,
Mas no sentir... sinto seus braços me envolverem. Protetores, calorosos.
E no meu travesseiro, sinto seu peito.
E por um momento... com a saudade gritando em mim, dentro de mim,
Sinto seu toque. Leve, firme, ternuroso, arrepiante.
Está sobre a minha pele,
Mas fora do alcance das minhas mãos.
Meu coração bate forte.
Você o faz bater...
Volto. E sinto meus sentidos desativados.
Mas, mesmo assim, posso te sentir.
E nesse sentimento (com)sentido,
Uma alegria imensa domina meu ser.
E, meio que sem querer,
Meu sorriso se abre no escuro. Largo, com um amor contido. Sentido...
Simplesmente porque... você existe em mim. E eu em você!
Um pouco de poesia... Ariane Aleixo

5 Opiniões:

devaneiosintimos disse...

Simples, subjetivo e direto.
Leve de se ler.
Bom.
=]

Sorcière Verte disse...

Primeira vez p aki, mas gostei, acredito q voltarei mais vezes.

Amei o poema e blog tem conteúdo. Parabéns!

C. disse...

Adorei esse poema, tocante, realmente muito bom!

www.conto-um-conto.blogspot.com

Bella disse...

Adorei!!

30 e poucos anos. disse...

é a maravilha do amor...estar no outro...os dois sendo únicos, UNOS