sexta-feira, 26 de fevereiro de 2010

Desde sempre...

prontinha para ser entregue...

Seu comércio não ia tão bem como outrora. O bairro do Bom Retiro andou crescendo e a concorrência está cada vez mais acirrada. Porém, o seu diferencial permaneça intacto e isso era umas das coisas da quais Ling tinha para se vangloriar, mesmo levando-se em conta que as tradições milenares não parecem se renovar entre os mais jovens... entre os que nasceram foram da República Popular da China, e tiveram, na sua visão, a infelicidade de nascer “nisso” que apelidaram de Brasil.

Em Suzano, região metropolitana de São Paulo, o seu melhor fornecedor permanecia intacto, sempre fiel e pontual, mas ainda sim, Ling insistia que a “qualidade da matéria prima” poderia melhorar. Cobrava isso, até porque, pagava caro pelo que recebia. Cada “peça” girava em torno de 180, 200 reais.

Não bastando as dores de cabeça frequentes ocasionadas pela disputa com os rivais de comércio, Ling recebeu o baque final por esses dias, por assim dizer. Soube que seu fornecedor ficará impedido de lhe fornecer sua iguaria tão requisitada. Seu diferencial. A polícia baixou por lá e prendeu seus contatos... no Brasil, ao que parece, o que é tão habitual para ele e seus congêneres, mostra-se como crime.

Porque vacas, ovelhas, javalis, galinhas... enfim, porque tudo isso é visto com naturalidade e o que eu vendo não? – Pensava Ling. Qual a diferença? Não é tudo comestível, proteína do mesmo jeito?

A cabeça dos ocidentais era mesmo indecifrável, esses costumes questionáveis... E Ling nunca teve vontade de realmente se integrar a realidade do país. Vivia para sua família e para seu comércio. E só. Agora então, com mais esse problema, sua ira chegou ao nível máximo.

Tentou falar com “Roberto”, seu fornecedor, e só obteve a informação do paradeiro do mesmo através de um familiar. Estava preso. O parente do mesmo lhe disse que uma leva de cães já estavam enjaulados, uma beleza, cada um mais gordo que o outro, prontos para o abate, mas por causa de denúncias da população das cercanias, a polícia baixou no “açougue” e prendeu todo mundo.

Para Ling bastava de notícias ruins por hoje. Fechou o restaurante mais cedo e foi para casa... precisava ver algo na internet. Primeiramente acessou páginas referentes a sua terra natal e para sua surpresa se deparou com a seguinte noticia: China lança projeto de lei para proteger os animais(cachorros e gatos) dos maus tratos, e inclui 15 dias de prisão para as pessoas que comerem tais carnes, informava o jornal “China Daily”.Quem violar a nova regra pagará entre US$ 1.464 até US$ 73.239 de multa ao governo.

Sequer fez o procedimento padrão para desligar seu micro... Puxou-o da tomada sem o menor remorso tamanha raiva que lhe acometeu... Simplesmente pôs as mãos na cabeça e ficou meditando frente ao monitor. Os tempos estão mudando...
Guttwein, T.

Além do que se vê...

Nossas postagens via FEED no seu email!

62 Opiniões:

Tatiana disse...

Gostei da maneira que vcs expuseram a questão cultura. A naturalidade do Ling diz muita coisa.. O Ocidente invadiu, como a tantos ( quase todos?) outros lugares e implantaram sua cultura. Não teria coragem de comer cachorros, meu psicologico não me deixaria fazê-lo, mas tenho plena consciência de que devo isso a em cultura que cresci.
Adoro cachorro e achei um avanço a China decretar, nem que seja a mínima atenção, aos maus tratos aos animais.
Certa vez vi um video a esse respeito que me causou tamanho choque que não pude terminar de assistí-lo, cruel, pelo menos para meu padrão cultural, demais.

=*

mulherices disse...

Complicado isso ... e é difícil comentar sem ser hipócrita.

Protejo cachorros de rua, trago filhotes de gato pra casa toda hora - mas COMO vacas, porcos e galinhas.

Qual é minha justificativa? É da minha CULTURA, assim como pensa o chinês.

Eu poderia alegar ainda que os bichos que eu como são criados para esse fim, nem existiriam sem essa razão e que os cachorros e gatos, não: são animais que só habitam a nossa sociedade por serem (há séculos) domesticados e que há milhares de gerações convivem "socialmente" com os humanos.

Eu avisei que era difícil comentar sem ser hipócrita, né?

Garoto Mal Intencionado. disse...

É nessas horas que eu noto o quanto sou humano e também cheio de preconceitos. Como pode alguém comer um cão? Isso é no mínimo nojento para mim, mas tenho que respeitar a cultura dos outros. Adorei o post. Ele englobou três assuntos interessantes ao mesmo tempo,assuntos que trabalha o inconsciente do leitor sem que ele perceba; a economia, as diferenças culturais e o mundo globalizado em constantes mudanças. Quanto ao comentário de vocês em meu Blog, obrigado pelo o que disseram. Mas quero mostrar a vocês que eu vivo sim e sou feliz. Espero que sigam meus posts. Pretendo mostrar coisas interessantes sobre o Universo Homossexual que eu estou descobrindo agora. Também escrevo um romance gay, estou no começo. Escrever é tão bom!

Ká.Entre.Nós disse...

esse texto levanta alem da questão de proteção aos animais , que é claro está mudando, mas também mostra como é difícil mudar hábito s e se encaixar nos novos padrões, você há de convir que isso fazia parte da cultura dele, imagina se amanha decide-se não haver mais carnaval, ou que a gente esteja proibido de comer arroz e feijão, difícil de re-adaptar.

WEL INFO disse...

As coisas evoluem muito rápido, tudo que se diz de antigamente parece estar em extinção... se não nos adaptarmos a essa evolução social somos atropelados e sufucados... Já não é tão bom parar pra pensar...

Luis Carlos disse...

I have to blend words such as fascinating, mesmerizing, stunning and enchanting as well just to describe your blog.
Congratulations.
I would be honored not only with a single visit but also with the possibility of having your name on our friend's group.

https://www.llealenglishcourse.blogspot.com
Abraços - LLEAL

Palestrante disse...

Ao ler o texto fiquei tentando visualizar a situação, realmente é um absurdo...
Comecei a refletir sobre o assunto... e cheguei a conclusão que daqui alguns anos o q aconteceu com Ling poderá acontecer conosco.
Hábitos que julgamos normais se tornarem ultrapassados.

Pobre esponja disse...

Os tempos sempre estão mudando, não?
E aos que ficam parados, azar.
Pior é quando a gente escuta alguém dizer "Credo, carne de cachorro", sendo que essa come outra. Esse "alguém" é um tipo de pessoa que não pára para refletir um minuto sob o que é ou não costume.
Parabéns pelo ótimo texto.
PS:Creio que na segunda linha vc quis escrever "permanece ou permanecia", na última palavra dessa linha.

abç
PObre Esponja

Giovanna. disse...

O texto mostra como a gente acostuma com as situações, e mesmo erradas dificilmente tentamos mudar algo. Ao menos TENTAR deveriamos.

jpfox8 disse...

Problemas culturais são difíceis de serem comentados. Comparando-se com a China, o Brasil é um paraíso no quesito Lei.
Até mais,

Bruno disse...

Essa questão é bem delicada. Tudo por um motivo cultural, apenas isso. Nossos animais sagrados não são melhores do que os de ninguém. Mas acho que se deve respeitar a cultura local, embora ela venha a invadir a nossa, por vezes. "...e p/ o índio nada mais faz sentido, com tantas drogas por que só o seu cachimbo é proibido?" Faz pensar...

www.costabbade.blogspot.com

Celma Araújo disse...

pois é....cada país com sua cultura... mas se alimentar de cães é algo terrível, acredito que qto como se alimentar de bois e porcos tbm na mente deles...
parabéns pelo texto

Adubados® disse...

etnocentrismo.. alienação..
culturaS... de certa forma, ficou legal.

Adubados®
...pois nem todo adubo é merda!

http://adubados.blogspot.com

ϟ $нιяσ 「 ホワイト 」 disse...

Meldels D:

desconfiei desde o incio essa iguaria ai ai..

eu já vim outra vez aqui se não me engano rs

Você tem umas histórias bem legais ^-^
E que ensina ainda por cima...

Esses dias tava lembrando de uma do policial e talz aeew rs enfim...

Btw, curto Nirvana tbm *-* UIAHSDIUHAS

;*

Felipe disse...

nossa, n sei oq dizer hsuhsuhsuhs' sei la um texto meio compicado vai ver pq eu n rpestei muita atenção coma quantidade de coisas que tenho na cabeça agora. Sei que sim vc escreve muuito bem e o texto e de certa forma interesante.

Rogerio disse...

o tempo esta mudando cada vez rapido, e quem não se atualizar vai ficar para tras...ate,,,

francys disse...

nosso somos mesmo muito acomodados com as diversas situaçoes
fico pensando nisso

Wander Veroni disse...

Olá!

Excelente crônica. Acho muito difícil julgar uma cultura diferente da nossa pq esbarramos no preconceito e no senso comum. Mas, em todo caso, por mais que esbarramos nas diferenças entre oriente e ocidente, a proteção aos animais é sempre válida.

Abraço,

http://cafecomnoticias.blogspot.com

^-^¨cat disse...

nao consigo dizer se estamos melhor agora ou pior do que 10 anos atras, algumas coisas evoluiram, outras regrediram e algumas simplesmente estagnaram...

Bruno (Binão) disse...

Realmente acostumamos com a situação , esse texto vai em uma discussão mais profunda grande e detalhada do que se espera , muito bom texto

- aari disse...

pohaa, vce escreve mto beem, to impressionada!
Sucesso
:)

Merlin disse...

Muito interessante...
Cada povo tem sua cultura e com o tempo as coisas estão realmente mudando...

Ruba disse...

hahaha
Belo texto. Engraçado como a cultura mexe com a cabeça das pessoas. Ao brasileiro, cão é quase humano: são chamados de filhos, companheiros perfeitos, têm cama, comida e até roupa canina lavada. Na china (ou outra cultura que pense da mesma forma, como a coreana) é só mais uma carne.

kbritovb disse...

hahahaa se fu
cachorro um pode pow =´[

Patrícia Ballare disse...

Nossa voce é bom nisso mesmo! =)
Amei a cronica e o jeito como colocou a questão cultural!
Parabéns!
Fica com Deus!
=)

' αliиε ' disse...

Eu sempre gostei daqui...
já passei por aqui algumas vezes!
E sempre foram retribuidas com belos posts que me deixaram melhor, ou pensativa!
Parabéns!

To seguindo, passa lá no meu e comenta? se gostar, me segue tbm!
bjux

http://www.alinepaim.com

Nicole disse...

Impecável o modo de espor este assunto.
É o oriente está se ocidencializando.

. Yuri Barichivich disse...

O texto como sempre está ótimo, e eu acho comer cães uma crueldade sem tamanho. Legal você pegar um fato "atual" e transformar em crônica.

Verball
Siga-nos no @BlogVerbALL

Matheus Rego disse...

Cara, parabéns pelo texto, sempre passo pelo seu blog pra dar uma olhada, gosto, realmente, do que você publica e acho que, nesse texto em específico, você aborda questões muito bacanas, que eu leio como uma analise de diferentes ideologias, formadas por culturas diversas. Mas, ainda, dos seus textos, meu favorito é o Conexões, muito bom mesmo!

Enfim, vim comentar também o cometário que você deixou no meu blog, no post "1933 foi um ano ruim", eu penso a mesma coisa que você, fico imaginando que as pessoas carregavam dinheiro em sacos que valiam mais do que a cédula em si. Devia ser uma loucura!

Abraço!

Bruno (Binão) disse...

Realmente involve muita cultura ese assunto , embora eu goste muito da cultura oriental , alguma coisas eu acho errado , mas é dificl julgar Ling , mas afinal essa é uma historia ficticia ou aconteceu mesmo ?

The Lovend disse...

Adoro Bloggers neste estilo... parabéns...

Estou te seguindo...

bjus

Dih disse...

Assim gosto muito da cultura oriental mas nunk foi a favor de comer cães...
adorei a cronica a partir desse assunto!
parabens brother...

fabis disse...

muito bom parabens pelo blog


http://afffveioo.blogspot.com/

Bru Silva. disse...

eu gostei muito da maneira como vcs abordaram esse assunto. é como disse o colega ai em cima,é uma cronica a partir do assunto. realmente, eu e muitas outras pessoas somos contra o abatimento de cães e gatos e qualquer animal que for!
muito bom o blog, sucesso pra vcs!
abraço.
se quiser passa lá no meu blog.
http://bruhmbnb.blogspot.com

Rodrigo Neves disse...

Otimo texto , parabéins. você desemvolveu o assunto muito bem.

Abraços!

Renan Ogawa disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Renan Ogawa disse...

Tudo é uma questão de ponto de vista, e questões culturais são coisas bem delicadas.
Acho que vc argumentou bem o tema, parabéns.
visite:
http://renance.blogspot.com

iMarty Turbo disse...

veja nossas postagens antigas q vc entende

Bruno Leonardo disse...

uma liguagem simples e objetiva. gostei muito.

Melhor Free disse...

Quem vive do passado sempre será pequeno! Se quer ser grande se adapte ao presente/futuro!

Luiz Fecaso disse...

Hey
Gostei da narrativa,embora esteja imersa nas orações que rodeiam a internet,porem o que chamou minha intenção para seu texto:Foi o fio condutivo.Eu comecei a ler e queria chegar ao final!Fiquei curioso, Intrigante como a curiosidade "também" pode matar o gato...tanto aqui como na china!

Abraços
Se der me visite!

Inez disse...

Tem um selo pr vocês no meu blog.

Fabrício Longuinhos disse...

Fico feliz a cada vez que encontro vida inteligente na internet! Seu blog é mto bom meu caro. Irei seguí-lo. Quanto ao Ling, seria bom que ele tambem fosse seu seguidor. Certamente viria as mudanças com maior rapidez!

Parabéns!

Acesse tb www.diariodocliente.blogspot.com

Abraço!

Jeh Pagliai disse...

Texto lindoo, parabens...
Mostra o quanto somos acomodados, né?

Bejinhus, adorei!

---
www.jehjeh.com

Antonoly disse...

Para você ver, o cara vem da China com aquela porrada de familiares a tira colo e não faz nem o esforço de se integrar a cultura do Brasil e ainda acha ruim a proibição de comer cachorro... tem que ser deportado!!!

~* Bruna Morais disse...

Muiito interessante o texto e o blog de vcs. Parabéns.

•••GusTØ VIBE••• disse...

Todos os povos têm uma cultura...
Falar da cultura de alguém é complicado, por que somos diferentes em tais aspectos, mas, temos habito semelhantes...
Ele come cachorro no almoço,
Eu janto galinha com batata,
E lá na Índia a vaca é idolatrada...
Vai entender!

Abraços

•••GusTØ VIBE••• disse...

ps. concordo! Leia e só depois comente...

Abraços

Bullshit Rock disse...

Preconceito com a culinária alternativa.

Malú ♥ disse...

Parabéns... ñ tinha visto seu blog, muito interessante, realmente virei aqui mais vezes!!

Inez disse...

Sei que é uma questão de cultura mas aqui temos outros alimentos até mais nutritivos não é preciso comer carne de cachorro.

lani disse...

cada lugar tem sua cultura,mas ñ acho que cachorros e gatos foram criados para fazerem parte de uma "refeição",talvez nem seja saudavel se alimentar deles.

parabens pela mente brilhante ...

War Inside My Head disse...

O ASSUNTO VEM SENDO DIFUNDIDO PELO MINDO AFORA, ORGÃOS DE DEFESA DOS ANIMAIS COMO A PETA ENTRE OUTROS, A MARCA LUIZ VITTON TAMBÉM FOI ALVO ESSES DIAS PELA ESPOSA DO VOCALISTA OZZY OSBORNE A SHARON, DISPAROU NA MIDIA QUE ESSA MARCA CAUSA ANSIA DE VOMITO NELA, POIS A MESMA ESTAVA USANDO CAUDA DE RAPOSAS EM SUAS BOLSAS!
É UMA GRANDE CRUELDADE O QUE FAZEM COM OS ANIMAIS INDEFESOS.
ADOREI A FORMA QUE COMPOS O TEXTO !
PARABÉNS!

Matheus Rego disse...

Vi tantos comentários em repudia ao costumes de comer cães e, sinceramente, não entendo o propósito.
Assim como o texto aponta, em dado momento, eu me pergunto, o que difere em comer um cão e uma vaca ? Que fossem tratados e legalizados sob a vigilância de órgãos competentes, não vejo por que não poderia, então, haver açougues destinados à esse tipo de consumo!

Matheus Rego disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Millena disse...

Os tempos mudaram e vão continuar a mudar cada dia , Entendo o motivo de querer vender os Caõs até mesmo pelo oque entedi do texto. aquela história de vende cãos era praticamente uma questão de sobréviencia, mais não chego a mudar a minha opinião , como que um ser humano pode comer um Cão ? -

Naya Rangel disse...

Texto muito interessante! Engraçado ver o choque de culturas por essa perspectiva, mas concordo com o governo Chinês ... Certas coisas são difíceis de engolir!

Abraços!

Tales Augusto disse...

Não sei direito o que dizer, ehaeuh

Quando comecei a ler tava desanimado, nem tava dando muita atenção, mas não é que é massa =D,

legal inté, nem foi tempo perdido.

Viviane Righi disse...

TExto surpreendente...

Sabe, já ouvi falar de muitas "iguarias" super esquisitas que se comem por aí nesse mundão e, apesar de ficar chocada com algumas delas (inclusive cachorros), sei que a questão da cultura desses locais é bem forte e bastante complicado no que diz respeito a uma "intervenção" de pessoas contrárias a ela.

Tem coisas que é melhor a gente nem tentar entender...

Abraços!

Macaco Pipi disse...

Tem o lado cultural a ser respeitado, que é um ponto. Do mesmo modo que achamos horriveis coisas que vem do lado de lá, eles também podem achar o mesmo de algumas de cá.

Mas tem também o lado do censo comum que nos remete a pensar que certas coisas deveriam ser universais.

Acho bem chato eles serem uns come tudo...só o negócio de caçar baleias já é irritante...sei lá...que sejam leis universais e acabam com tudo isso.

Vou fritar orientais no meu blog.
Abraços

www.novaquahog.blogspot.com

Leo Pinheiro disse...

As diferenças culturais são tão marcantes que nos fazem protestar contra os hábitos dos nossos vizinhos (muito) mais distantes.

Mas creio que eles devem ter verdadeiro pavor de algumas de nossas realidades ocidentais.

Marcus Alencar disse...

Confesso que tem muitas questões de cultura que realmente não entendo, apesar de respeitar o máximo que posso pelo menos. Sabemos que em paises como a India a vaca é um animal sagrado, portanto tratado com o maior respeito, o que já não ocorre em outros paises. Cada um tem direito a sua própria cultural mas existem coisas que interferem nos direitos humanos e animais que precisariam ser universais para garantir, no caso de alguns animais o direito a vida.