sábado, 13 de fevereiro de 2010

Fim anunciado?


(...)

Dizem que, por volta de 1848, os barqueiros que cortavam o Rio Sena de madrugada, a trabalho, se guiavam sempre por uma luz advinda de uma pequena vela, que durante anos a fio, saía da janela de uma casinha a margem do referido rio... era um anônimo que preferia sempre o silêncio da madrugada para escrever cartas a sua amada...

(...)

O dia exato eu não sei precisar, e acho difícil quem se arrisque a dizer, mas em dado momento da História, aliás, da Pré-História, o homem, como no tal do Jogo Monopólio, avançou duas casinhas de uma só com uma única tacada. As casinhas correspondem aqui à escala evolutiva.


Passou a andar a pé e com carvão, começou a rabiscar (a sua maneira), seu cotidiano nas paredes das cavernas. Dois atos que os separaram em definitivo dos outros animais, que continuaram quadrúpedes e ágrafos.

Por isso, você que é pai/mãe, ou tem que cuidar de algum pestinha, não se zangue tanto quando seu filhote sair rabiscando a parede da sua sala com um lápis. Como vê, isso faz parte da cadeia evolutiva da humanidade!


Mas a questão que levanto aqui é a seguinte: Até que momento as crianças do século XXI, com suas mochilas mega equipadas com super notebooks, celulares de ultima geração e a mais variada gama de bugiganga eletrônica continuarão escrevendo... à mão?


É realmente de se pensar. Com um bendito notebook sempre a mão, porque “perder” tempo(?) e ocupar espaço com cadernos, lápis, lapiseiras, livros, gramáticas,dicionários...


Ou talvez seja um exagero da minha parte? Nos meus tempos de ginásio, independente de ter um micro em casa, isso não me impedia e nem me desobrigava do uso da tabuada, de uma boa régua, canetas variadas, apontador de lápis (e tudo o mis que era exigido na vida escolar). Mas só porque meu micro nunca foi portátil talvez...rs

Guttwein,T.

Além do que se vê...

Nossas postagens via FEED no seu email!

64 Opiniões:

Macaco Pipi disse...

CRIANÇA DE 9 ANOS OU MENOS TEM MAIS DE 1 CELULAR JÁ...TÁ TUDO PERDIDO!

ESSA EVOLUÇÃO É BOA, O PROBLEMA É A FALTA DE LIMITES.

Neuro-Musical disse...

Eu diria que os valores humanos estão sendo perdidos. Estamos sendo substituidos literalmente por máquinas! Infelizmente, esse é o nosso futuro!

http://cerebro-musical.blogspot.com

Fernando Braida disse...

eu também acho 'assustador' essa nova geração computadorizada. sou do início da década de 90, quando ainda não eram muito populares esses adventos tecnológicos (talvez por não serem tão desenvolvidos e acessíveis como hoje).
hoje, agradeço meus pais por terem me dado um computador quando eu estava na pré-adolescência, mesmo assim, passei 3 anos sem usá-lo.
tive uma infância feliz, fui uma criança criativa, que sabia o q era brincar.
tenho pena dessa geração que vem vindo já presa a fios e tomadas (ou não, já que podem ser usadas baterias) estão perdendo a melhor parte da vida. FATO!

Paty disse...

também penso a respeito disto... eu gosto muito de lápis pois adoro desenhar, mas p/ escrever.... é raro que não utilize o computador. Agora imagina a criançada?? As brincadeiras fora do computador estão ficando super-ultrapassadas, e acho que o futuro é esse mesmo, infelizmente. Bons tempos qqdo as crianças saíam p/ as ruas p/ brincar. Eu como sou meio avessa a estas mega evoluções tecnológicas, vou estimular os meus filhos c/ outros tipos de braincadeira, mas tb não quero que eles fiquem " ultrapassados" em realção a outras crianças. Mas fico de queixo caído, a grande maioria das crianças que conheço tem um celular BEM melhor que o meu hehehe

Cayo Nauan Siqueira disse...

tD Na vida evolui, agora temos que ver quando essa evolução pode ser de forma negativa!!

Evandro disse...

Os valores humanos não estão sendo perdidos, estão sendo substituidos, é natural a evolução, adaptar-se ou não é uma escolha pessoal, porém, o avanço tecnológico não é o fim dos tempos, e si, o início de novos.

Lôoh Toledo disse...

Bolas, bonecos, lapis, caderno, e brincadeiras foram subtituladas por pc!
até que ponto ira chegar isso, até quando iremos ver uma criança se divertindo a não ser por um aparelho eletrônico!

ei a pergunta que todos fazem mas que ninguém faz nada para reverter, ao contrario fazem as cosias piorar!

bom texto.

amostras disse...

é clarto, de graça ate injeção na testa (:

Lôoh Toledo disse...

Desculpe-me o mau ocorrido acontecido, podes sim escolher o post que queres comentar, mas e que quando olhei não avia aparecido, então desculpe me.

a e sobre o seu texto ja comentei mas vai la.

qual história e essa que está no inicio do seu post? gostei dela me enterecei, gostaria de ler um pouco sombre ela, saberia me informar ou em passar um pouco do texto?

bejo e brigado pelo coments no blog e desculpe o ,mau entendido!

Edu Chaves disse...

Sei que isso é assustador para nós. Mas é a evolução, as coisas sempre mudam, pra melhor ou para pior. O importante é a boa educação e a qualidade de vida das crianças (saúde).
abs

^-^¨cat disse...

ainda gosto d mandar e receber cartas, mas faz tanto tempo q nao faço isso! no máximo faço cartões d aniversario

DavidY disse...

Muito bacana seu blog, design e logos. Quanto ao seu ultimo post eu sei de que uma coisa é certa, precisamos ter equilíbrio. Sabermos quanto tempo ficarmos presos a um laptot, domina-lo e não o oposto... abrir e ler futilidades demasiadas é o que estraga algumas pessoas que podem ser muito melhores e nem sabem disto, não aquém as diga um caminho a seguir e se perdem. O computador pode deteriorar várias coisas como seu tempo e atrapalhar sua rotina, ou lhe servir como uma preciosa ferramenta para diversas utilidades. É a mesma discussão sobre ler livro ao invés de assistir uma televisão. A questão é: voce vai permitir-se ser esmagado pela tecnologia até que ponto? Abraços, e comente no meu blog se voce quiser/gostar :) feliz carnaval.

Ana Paula Moreto disse...

Pois é! A evolução, esse desenvolvimento tecnológico muda muita coisa! Com certeza, daqui bons anos, cadernos, canetas para nós, ou para os nossos descendentes vão ser como pergaminhos e caneta de pena.

Sim, é bom, muito mais fácil e prático, mas o prazer de sentir o cheiro novo do caderno não vai mais fazer parte da fragancia!
Mas felismente e ao mesmo tempo infelismente é assim! A tecnologia deixando tudo menos dificil.

Abs.

Lucas Dinizz disse...

É mesmo, eu curti muito bem minha infancia, mas fico pensando essas crianças de hoje ... jogando games online e falando essas besteiras e ainda expostas à pedofilia, etc. Os pais tem que viajar MESMO!

aam-00 disse...

Também temos que lembrar que cada vez mais as crianças se tornam anti-sociais e individualistas, no mal sentido. Não podemos deixar o progresso deturpar a infância.

Cintia Pereira disse...

Estamos num momento de transição que ainda não podemos saber no que resultará.
Terminei o Ensino Médio em 1996 e naquela época não era muito comum ter computador e o celular ainda era uma novidade. Se alguém falasse em Internet, eu não teria a menor ideia do seria. Lembro que nem todos os alunos da turma tinham acesso (pasmem!) à máquina de escrever e os professores não permitiam que fizéssemos trabalhos datilografados.
Hoje, vejo a escrita manual se perdendo e tabuada sendo deixada de lado. Há pedagogos que afirmam que é uma mudança de paradigma, pois ter boa caligrafia e fazer cálculos no papel ou mentalmente tem uma importãncia menor que no passado, já que o computador e outros instrumentos podem ser utilizados para se escrever e calcular. Ainda não estou convencida disso e me preocupo com a precocidade com que as crianças passam a utilizar cotidianamente os recursos cibernéticos.

Gêsa disse...

Acho que todo esse avanço só nos torna mais suscetíveis, nossas crianças deixam de ter uma infância saudavel. E as vezes os pais têm tanto medo do que há lá fora que preferem os filhos na frente do computador, onde pra mim é bem mais perigoso.

Ká.Entre.Nós disse...

Um dia desses eu levantei a mesma questão, mas falava sobre as cartas, cartões e até telefonemas que foram substituidos por emaILS e scraps, sem desmerecer esse método ágil de comunicação, meus filhos não terão o prazer em ler ou escrever uma carta a mão.
Tecnologia decididamente, atrapalha na evolução do homem.

Marcus disse...

Na minha opinião isso é horivel, eu também quando criança usava o computador, mas tinha horarios, hoje em dia as crianças passa o dia todo na frente do computador, e como você disse, até na escola estão usando. Eu acredito que deveria ser proibido computador em escola, até mesmo na faculdade eu acho que atrapalha quando eu uso o noot!

Naya Rangel disse...

Eu confesso que minha opinião é dividida, talvez por ser uma Cientista da Computação. Mas ainda sim, acho um exagero crianças cheias de gadgets tecnológicos, e esquecendo dos gizes de cera, canetinhas e tudo mais.

Abraços!

Diário de Lótus disse...

Concordo totalmente com o texto.. kkkkkkkk ^^

Sinceramente, as crianças de hoje não são iguais as da minha epoca.. e olhe que eu só tenho 17 anos. Elas não brincam como antes, bricaredeiras sadia e divertiidas, as crianças de hoje se perdem dentro de casa em frente a uma tv ou um video game. Sinceramente o que estão fazendo com a infância dessas crianças de hoje?

circulospsicodelicos disse...

Hoje em dia cada vez mais as coisas vão se atualizando e pode sté ser uma faca de dois gumes. Daqui a algum tempo não duvido nada que as crianças de três, quatro anos, estejam aprendendo a ler através da tequinologia, e não mais do tradicional lápis, papel e borracha.

Visite: http://circulospsicodelicos.wordpress.com

Abraços!

Lucas (Retarda) disse...

Texto bacana, mas certas coisas não devem mudar... se não estaremos cada vez mais próximo a realidade do filme Wall-e...

Angela disse...

E vai além, pq não se vê mais crinaças brincando na rua como no meu tempo de criança...
Muita coisa mudou, e eu acho triste a molecada hj em dia sejam mini-adultos.

Karine Haruno disse...

Oi!
Então, eu acho que os computadores nos ajudaram muito, acabaram com a distância, por exemplo. Podemos conversar com amigos e familiares que moram longe. Mas, nada, absolutamente nada, substitui o ser humano. As pessoas diviam pensar mais nisso. Eu tenho 17, quando era criança jogava video-game (tah, ainda jogo), mas eu brincava, e brincava muito. Hj em dia é raro ver um criança brincando ao ar livre com outras crianças. è tenso isso, neh?

Henrique Alvez disse...

ñ é exagero ñ
é exatamente isso q está acontecendo...
tecnologia torna tudo mais fácil, tudo lhe é entrege na hora, quase ñ há procura, magia......logo logo, aquela que veio para auxiliar, sem que percebamos, nos destruirá.

Marcos V. disse...

Adorei o texto ,principalmente na parte que fala 'mochilas super equipadas com notebooks ...' me identifiquei mto com essas crianças
:D
blog muito criativo e inteligente ,parabéns!

admin disse...

Pois é...as coisas mudaram mesmo...

Mas como vc mesmo disse, é a evolução, as nossas crianças estão se distanciando cada vez mais da época das cavernas, de escrever nas paredes e tudo mais, passam rápido por esta fase, a sociedade exige isso delas agora...Estamos evoluíndo, deixando cadia mais o nosso passado para trás...

Imagine o que será daqui a uns 20 anos, estas crianças que que com a metade de nossa idade já faz mto mais do que imaginariamos estarão no mercado de trabalho, que já está ficando cada dia mais competitivo...não adianta, gloobalização, tecnologia, comunicação, as coisas estão andando na velocidade da luz...quem nasce nesta época já tem o pensamento desenvolvido nesta velocidade tb, e cabe a nós tentar acompanhar...

Abs!

mulherices disse...

Vc é do tempo das aulas de CALIGRAFIA? Pois é, eu sou.

Mas hoje em dia, de fato, a escrita "à mão" está caindo em desuso rapidamente. Não sei se é bom ou ruim. Mas confesso que às vezes noto que perdi parte da destreza em escrever e que minha letra está cada vez mais feia! :) Por pura falta de hábito!

Ps: gosto deste blog, há uma regularidade na qualidade dos textos.

Inez disse...

Acredito que o fim do lápis, pape, livro impresso, caneta, borracha está bem próximo.
Não acho que será uma boa isso porque muita coisa acabará se perdendo inclusive o treino para o desenvolvimento psicomotor da criança.

diário da disse...

tudo isso é muito assustador, eu sou professora (quase) estou cursando o magistério para dar auna na educação infantil, nos meus estágio as crianças dormem nas carteiras porque ficou a madrugada no MSN, crianças com 6 anos ja com celular na mão, e não querem saber de fazer exercicio, ou " brincar''. gostei do blog vou te seguir

KASSIO KIBOR disse...

muito bom esse blog.


[b]
conheça o Kibor'blog
Um blog para você expressar a sua opinião!
Diversos assuntos! humor, séries, sexo, notícias, e muito mais!
UM BLOG CRSTÃO INTELIGENTE
Acesse e participe!
Pois sempre temos o que comentar...
Em busca de Parceiros! Entre em contato!
www.kiborblog.blogspot.com

Eduardo Meireles disse...

interessante a discussão que você levanta...

sinceramente, penso que não adianta levantar a bandeira de certo ou errado neste ponto... é a evolução. cabe aos pais darem limites para que os filhos, enquanto ainda crianças, saibam diferenciar o mundo real do virtual, e q no mundo real nem tudo é tão prático que possa ter uma resposta em milésimos de segundos após uma procura no google.

Abraç

Eduardo Meireles
http://www.motorpasion.com.br

Larissa Acosta disse...

Essa é uma idéia que também me assusta. Sabe, tenho meu portátil mas mesmo assim carrego meu caderninho e escrevo meus artigos a mão antes de posta-los no blog. Porém, o que me assusta é até quando teremos essa opção, hm? Bem, seja lá quando for, acredito que nos restam alguns anos para curtirmos nossos velhos lápis e cadernos.
Parabéns pelo blog, estou te seguindo. (:

Ana Gass disse...

Tenho sorte de ter um filho de 11 anos que ainda pinta e cola os desenhos na parede rs....Gostava tanto deo celular que ganhou da avó que perdeu em 3 meses.....
Eu ainda mando cartas pelo correio pra minha irmã, e adoro receber as respostas....mto mais do q um email ou sms.
Como a amiga do comentário acima, tbm escrevo meus posts em caderno antes daqui....e não quero perder isso nunca....

Mirella Santos disse...

Vc me fez pensar realmente sobre isso. Logo teremos crianças que não saberão escrever normalmente como aprendemos, sem tecnólogia acho que não viveriamos tbm como hoje, mas tbm não podemos deixar que isso influencie no modo de educação dos "pestinhas/anjinhos".

http://cidadenova12.blogspot.com/
vote na enquete lá por favor! :D

Marcele disse...

Nossa que texto massa agora vai no meu blog? http://www.finalzindefesta.blogspot.com/

HAHAHAHA, brincando.

Me chamou atenção o seu blog na comunidade de internet/blogs e resolvi vir aqui da uma lidinha. Sobre esse seu post, acho um tanto quant exagero sim, porém vamos concordar que a "infância" vem se modificando em vários aspectos, desde a substituição de piques por video game, e livros, albuns por computadores. Os pais devem impor determinados limites aos filhos, mesclando hábitos mais tradicionais com os modernos.

Beijos, Marcele Morcego.

Ridan disse...

Com toda a técnologia de hoje realmente fica dificil de fazer os mais novos usarem coisas que "dificultam" o trabalho delas. Já é dificil fazer as pessoas levantarem para mudar o canl! awuhauwhuahw

saudeecompanhia disse...

Tudo ficou muito computadorizado e tecnológico.
Isso prejudica e muito a nossa memória.

Pαμℓα Aℓvєs disse...

Oiii
Para a psicologia esse tipo de modificação do comportamento das crianças perante tanta tecnologia não é muito saudavel pois as deixam refem de um meio que ainda não sabem lidar muito bem! Acredito que o desenvolvimento da criança deve contar com tudo que é de novo desde que permita um crescimento saudavel. Em exemplos utilizados na faculdade de Psicologia que curso, vemos crianças com6 e 7 anos que entram em depressão por não se sentirem queridas pelos amigos porque seu celular não tocou ou porque seu orkut não é o mais bombado... Enfim, os tempos são diferentes, mas as necessidades da criança continuam as mesmas... Tudo isso pode ser controlado desde que os pais se tornem mais atentos e carinhosos e não larguem seu filho para que o Computador-baba cuide!
Paz*

Metal Mind disse...

Parabéns pelo blog.
Vou seguir com certeza.
Ao menos a possibilidade de encontrar vida inteligente na internet, em blogs como este, mostra que de algo útil pode ser extraído da facilidade de acesso à informação e troca de conhecimento.
Quanto à 'alienação informatizada' citada no texto, o importante é que os pais sirvam de exemplo, mostrando os dois lados da moeda, e que a tecnologia nem sempre é assim tão vital.
E que nem todo mundo precisa fazer alguma coisa só porque todos estão fazendo.
Pois é, não tenho Twitter, meu celular deve ter mais de 6 anos, curto Heavy Metal, mas nem por isso ando vestido todo de preto.
Hábitos do 'tempo da vovó', como contar estórias na hora de dormir, não deveriam ser deixados de lado.
Na minha opinião, mostrar às crianças que é possível viver fora da gaiola do consumismo e das modinhas é o primeiro passo pra que ainda haja um pouco de entusiasmo em relação às descobertas individuais, como quando qualquer criança com lápis e papel nas mãos, cria um mundo novo onde ela é quem dita as regras.
Até a próxima visita.

Guilherme Bayara disse...

A questão é a forma de lidar com tudo. Eu pessoalmente acho muito mais prático levar um notebook e ter um smartphone por perto. Mas nunca abro mão de ler um livro impresso e gosto de escrever no papel.

Os avanços vem para facilitar o uso e fazer a nossa vida mais prática. Acho que devemos é ter consciência do valor de algumas coisas, como os livros impressos e a escrita a mão e passar isto as próximas gerações.

Acho que o ideal é manter vivos estes hábitos, mas utilizando da tecnologia para maior comodidade.

Pois se tenho que ir para um lugar e um livro não cabe na bolsa, ou seja lá o que for - (pessoalmente, acho que sempre há espaço para um livro) não dispensarei o E-book reader. Um notebook ou netbook ou até um smartphone pode acelerar meu dia e melhorar meu rendimento, utilizarei do mesmo, pois sei que assim terei mais tempo, para escrever e ler meus livros. (em papel)

Fabio oliveira disse...

nunca tinha pensado nisso, crianças adoram rabiscar lugares inapropriados mesmo!rsrrs, um abraço

Edu Chaves disse...

Como eu disse, é a realidade!
Só devemos nos acostumar.

Bandeira disse...

eu acho que isso não deve acabar nunca sendo que a internet emburrece as pessoas, digo isso em termos de escritas, msns, orkuts, a linguagem é diferente.
por isso acho legal sempre praticar a escrita á mão.

Benhur disse...

Realmente não é difícil ver crianças e adolescentes andando por aí com suas "bugigangas" de última geração. Acredito que seja inapropriado, até uma certa idade, a utilização de notebooks durante as aulas no colégio, mas sou a favor do uso dos mesmos em Faculdades e outros níveis superiores de ensino. Com a quantidade de matérias que são passadas e que têm que ser estudadas, sem o uso desse artifício, a vida do universitário fica bem mais complicada.

Nicole disse...

Dizem, que em um futuro próximo não vamos mais usar lápis nem papel, o que eu acho uma bobagem.
E acho bobagem também pais darem tanta tecnologia para as crianças, pois dessa maneira elas não teram limetes, acho que devem começar com o lápis e o papel mesmo, que inclusive estimula a criatividade, e a cordenação motora.
Ótimo blog!

Fagnão! xD disse...

Meu amigo! confesso a você, que na época em que fazia o 2º e 3º ano, preferia mil vezes um bom teclado onde digitava tudo bem mais rápido do que se estivesse com um papel e uma caneta, acho que é quase isso que você falou mesmo! isso está dentro do ser humano, que se adapta com as ferramentas e evoluções de cada estapa da vida! ou seja canetas estão ficando no passado, e agora(não acho que seja ruim)a tecnologia vai dominar o mundo! xD

Vinicius Oliveira disse...

acho também um pouco de exagero de sua parte, podemos usar essa tecnologia para o nosso bem, logico que a leitura de um livro ta bem mais escassa. mas podemos mostrar aos outros que podemos ler, estudar e usar a internet pra lazer por exemplo.

http://viniciusoliveiraa.blogspot.com/ comenta?

Wander Veroni disse...

Olá!

O que me questiono não é a tecnologhia em si, mas o suo dela. Muitos pais, por tb não saberem lidar com o novo, vê o computador apenas como entretenimento. E ele tem um potencial muito maior que isso q tb deve ser mostrado para as crianças.

Abraço,


http://cafecomnoticias.blogspot.com

Mattheus Rocha disse...

O digital nunca irá sobreviver sem o analógico.

Saudações.

Pedro disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
CINECLUBE01 disse...

Objetos como lápis e a caneta nunca vão sumir e sempre vão ter seu lugar garantido. O problema é que dividirão espaço com a tecnologia que parece ocupar a vida das pessoas cada vez mais cedo.

Pedro disse...

Prefiro muito mais uma folha e um lápis a um notebook!
Mas hoje em dia ( até na minha escola) os professores preferem receber os trabalhos digitados e impressos ou por e-mail, tá certo que fazer um imenso trabalho todo manuscrito é bem ruim, mas um relatório de uma folha?

=)

Joca Cruz disse...

Simplesmente fato, filhos robotizados estão nascendo a cada dia... saudades do Pogobol e do Kichute

tdsobremoda disse...

Muito interessante realmente é de se pensar ! Ate quando as crianças usaram lapis e canetas e cadernos ?

WEL INFO disse...

Realmente, isso é mais que anunciado. Como diria Renato Russo: O mundo não é mais como era antigamente...

O Pinto Louco disse...

os tempos mudaram, agora é tempo da tecnologia e informação as coisas nao são como eram no passado mais eu ainda faço muita coisas do "passado".. adoro mandar cartas!!

Jeh Pagliai disse...

Realmente, até onde toda esta tecnologia interfere nas crianças do seculo XXI? Eu (que não sou tão velha assim) lembro de minha infancia cheia de tintas, folhas de papel, lapis de cor... O que vejo hj em meus primos, com a metade d minha idade, já utilizando a internet como akele meu velho caderninho de desenho.. E não podemos saber, ateh onde tudo isto eh prejudicial...

. Yuri Barichivich disse...

Belo texto novamente Gut. Todos que eu li aqui eu adorei. Realmente um bom trabalho!

Verball

Paty disse...

Ano passado, na faculdade, fiz uma matéria chamada Comunicação Visual. Uma das minhas favoritas, diga-se de passagem. Enquanto muitos queriam apelar para o Photoshop, o professor nos mandava fazer colagens com imagens de revistas, e pintar com lápis, canetinhas e tinta guache. Muita gente reclamava, pessoas de 18~20 anos que não sabem mais viver sem um computador.

Não vou mentir, adoro meu notebook, e, se pudesse, o levaria para a faculdade todos os dias. Mas tenho uma fascinação por papéis, canetas, tintas... quando entro numa papelaria pareço criança de novo. Amo meu lápis de cor, e só não rabisco as paredes do meu quarto porque meus pais não deixam.

Verball

Rogerio disse...

apesar da tecnologia estar em toda parte...ainda tem muitas pessoas que não tem condições de poder utilizar essas tecnologias...isso sim e de se pensar...

Garoto Mal Intencionado. disse...

A escola deve incentivar a escrita à mão. Os pais devem dar cadernos e lápis ao filhos e ensinar que é sempre bom ter o costume de escrever e não digitar sempre.

- disse...

a tecnologia trouxe suas vantagens mas com certeza as desvantagens são maiores