sexta-feira, 24 de julho de 2009

Qual é o preço de uma vida?

Foto da autora do blog: todos os direitos reservados.

Domingo passado me aconteceu algo que não esperava. Já tinha visto acontecer com amigos, mas não imaginei que ia doer tanto quando acontecesse comigo. Aconteceu que meu cachorrinho de estimação faleceu. Ele estava com minha família há 11 anos, e no domingo passado ele se foi. Na verdade, minha família já estava se preparando para perdê-lo, já que ele era um cachorro idoso e cardíaco. Porém, a causa da morte dele foi outra. Ele morreu após uma super dosagem de um medicamento receitado por uma veterinária, com aparente quadro de intoxicação.

Fora toda a dor que eu e minha família sentimos pela morte dele, o fato de se perder um companheiro de 11 anos, escrevo esse texto para discutir a negligência de alguns profissionais. E quando digo isso, me refiro não só aos veterinários, mas também aos médicos e todos os profissionais da saúde.

Penso que hoje em dia, foram deixados de lado alguns princípios básicos dessa profissão, sendo o principal deles exercer a profissão com amor. O que vejo em certos médicos e veterinários é uma frieza enorme em relação aos atendimentos prestados. Entendo que eles lidam com situações em que precisam ter sangue frio, tranquilidade e até uma pequena parcela de frieza. Porém, o que vejo é que na maioria das vezes, eles se esquecem que estão lidando com VIDAS! A coisa está muito "comercial"...

Qual é o preço de uma vida? Seja de um animal, seja de uma pessoa! Quanto vale a vida de alguém que é importante pra você? Sendo mais específica e falando mais do meu caso em particular, o que pode compensar a morte de um cachorro que conviveu com a família esse tempo todo? Quem gosta de animais, quem já teve um companheiro de estimação por anos, sabe do que estou falando. O mais indicado, é processar o profissional que cometeu o erro. Porém, no Brasil, a impunidade nesses casos é mais comum do que o piscar dos nossos olhos! Os processos judiciais demoram muito para serem solucionados, e só de pensar no desgaste em passar por eles, já dá vontade de desistir! Pensem em todos esses casos de cirurgias que mataram pacientes, erros que não mataram, mas deixaram graves sequelas... o que tudo isso acarreta para a vida das vítimas e seus familiares?

Só sei que perdas são sempre tristes. Mas quando a perda não ocorre naturalmente e sim de modo forçado, tudo se torna muito mais pesaroso. Prefiro não depositar a culpa de tudo nessa veterinária, e sim pensar que aconteceu por que tinha que ser assim... mas que a revolta ainda é grande, isso é! E a saudade também...

Espero que os profissionais exerçam seu trabalho com mais responsabilidade. E que os maus profissionais sejam responsabilizados por seus erros, aquém da culpa que carregarão em seus ombros por toda a dor causada às vítimas...

P.S.: Obrigada amigo, pelos tantos olhares de compreensão, pelos muitos momentos de alegria, por ter feito parte da minha vida e por ter me ensinado o valor da verdadeira amizade...

Ariane Aleixo

107 Opiniões:

Lorena Alves disse...

É .. ainda que a punição dos responsáveis não os tragam de volta, pelo menos que paguem por suas negligências ...
Realmente , quem tem cachorro sabe o que é/seria perdê-lo :/
Meus sinceros sentimentos.

Conceição Duarte disse...

Ariane, que coisa mai lindinha que é um cachorrinho, né? Eu confesso que não tenho paciência, mas meus filhos amam de paixão e ha pouco tempo, eu escrevi sobre o dia que ele ficou aqui... Eu não tenho jeito com bichinho, mas acho lindo e sei o quanto nos apegamos a eles... Ficam agora as deliciosas lembranças... Um super beijo e bom final de semana, COn

disse...

tem um selo pra você no meu blog, se você quiser vai lá para conferir :**

Ana Cláudia disse...

A vida de qualquer ser vivo não tem preço...
É muito profunda a dor da perda, cicatriza lentamente e nunca de todo!

Fico muito comovida e espero que todos vcs superem logo essa dor!

Que seja feita justiça!

Bjo

♥ Fernanda disse...

Que triste!
Já passei por isso e sei o quanto dói,ainda mais por irresponsabilidade de quem deveria proteger a vida dele.
Um abraço...
Fernanda

! Marcelo Cândido ! disse...

belo texto
e certo desabafo
saudades passam
mas elas sempre podem ser matadas
! ! !
bjo
visite-me

Vivendo deixando a vida me levar... disse...

Ariane primeiramente sinto muito pela perda, há pouco tb perdi minha companheira, uma gatinha linda!
Apesar de tê-la a pouco tempo sentimos muito sua falta pois ela era muito especial a ponto de nos cativar totalmente em meses...
Tb foi um possivel erro medico... o veterinario que estava fazendo a cirurgia dela, nao contratou anestesista e fez a cirurgia com um amigo que seguiria as intruçoes, o prblema é que so mais tarde soubemos disso... Ela sofre parada no finalzinho do procedimento... sofremos muito!
E como punir?? fica a pergunta, pq quem sabe o real valor realmente somos nos... logonem veterinario saberia o valor da sua profissão!
E triste mas eh real!
Espero que logo melhore e possa ajudar um novo filhote dando um lar e carinho!!
Bjos

Wellington disse...

É os cães são bons guardas e ótimas distrações! É o seu amigo das horas tristes, que vc olha em volta e só vê ele para desabafar hehehe! =)

Gostei da sua postagem! =)

Abraços!

http://neowellblog.wordpress.com/

Thaís disse...

Que triste, a vida não tem preço
Nem mesmo a vida de um animalzinhu
bju

Gúh! disse...

Querida, é uma pena mesmo, perder um amigo de 11 anos não é fácil mesmo.

Mas olha, acho deveria levar este caso às autoridades, não adianta falar que nunca resolve, blabla, se o primeiro passo que tem que ser seu, não é tomado.

Não, isso não é uma crítica, é só pra te avisar mesmo, eu reclamo de tudo, com a lei ao meu favor, e sempre dá certo.

Pobre esponja disse...

Perdi 2 cachorros já, não esqueço de nenhum deles. Animais sãi essenciais para ambientar positivamente uma casa...

abç
Pobre esponja

Inez disse...

Sei o que está sentindo, já aconteceu com minha família. É difícil, doi muito perder um animal que conviveu tanto tempo junto da gente, não tem como evitar a dor, mas, passa.

Frank disse...

poxa... sinto muito pelo cãozinho... tbm tenho um cachorro e imagino a dor q vc sente.
infelizmente a muito despreparo por partes dos médicos e veterinários.

Andrei Vinicius disse...

Lendo o seu texto eu lembrei do primeiro episódio de uma série americana chamada Grey'S Anatomy, que fala bem disso, sobre como é o trabalho de lidar com vidas e o quanto essa responsabilidade se torna uma bomba relógio nas mãos...Precisamos sim de mais profissionais capacitados e que entendam realmente o quanto vale uma vida!

Max disse...

Pena eu comentar sobre algo que não dê espaço às palavras, mas ao silêncio... Sinto muito pelo que aconteceu, mas é o ciclo natural de tudo o que existe...

Fique bem,
Até!

Rafa disse...

Belissssimo blog, adorei o texto, bem nostalgico!

http://cemiteriodaspalavrasperdidas.blogspot.com/

Alexandre disse...

=/ que foda melhoras pra vc

Felipe Luz disse...

Meu muito lgal, o jeito com q usam as palavras... escrevem muito bem...

=]

cavzodiaco disse...

Legal seu blog.

Visita lá o meu:

http://cineminhacompipoca.blogspot.com/

Abraços.

dominiomarinho disse...

Cara, sinceramente... Todos os profissionais da saude tratam o tema da mesma forma, mas se quer saber... Os psiquiatras são os piores... O trabalho de um psiquiatra é extremamente complexo, pois casos psiquiatricos são aqueles em que um problema psicológico passa a interferir biológicamente no teu organismo ou vice e versa, ou seja, o psiquiatra deve receitar medicamentos para atenuar os problemas físicos causados pelo problema psicológico, mas ele também deve procurar tratar e curar o problema psicológico do paciente de forma que ele se cure verdadeiramente de sua doença. Mas infelizmente o que acontece é que muitos psiquiatras apenas receitam o remédio e sequer se interessam pelo seu estado psicológico, apenas te fazem depender de um remédio para viver, sem nunca sequer tentar curar teu problema. Não são todos que atuam dessa forma, mas estes péssimos profissionais existem aos montes neste ramo. Saude é coisa séria e tremo só de pensar que nossa vida ou a de alguém que amamos pode estar nas mãos de um completo incompetente, pior ainda é quando este incompetente tem o poder de receitar medicamentos que afetam o mais complexo, delicado e insubstituivel dos orgãos, o cérebro. Qualquer médico incopetente é um risco enorme, mas um neurologista e um psiquiatra incopetentes são os piores!

Vini e Carol disse...

Primeiramente, sinto muitíssimo pelo o que aconteceu com seu cachorrinho!
Sei MUITO BEM como é essa dor, e faz falta demais.

Em relação a sua postagem, realmente são poucos que exercem sua profissão com amor, a maioria exerce por dinheiro, sem amor, sem nada, apenas por profissionalismo.
Sei que é muito duro a perda de alguém especial, independente de ser humano ou animal, mas acho que não podemos sacrificar a veterinária, pois todos estão sujeitos a errar.
E como o pior já aconteceu, não adianta mais, já foi, infelizmente.
Cabe a nós rezar por ele, e quem sabe ele não vira um outro animalzinho né? O meu morreu a quase 8 meses, e para mim, ele virou um pássaro, e está voando por ai, e é isso que importa.

PS: Ficou super bacana o flash de vcs com os selinhos ganhos, parabéns para quem o fez!

Estava com saudade de passar aqui e ler um bom texto!

Abraços pra vocês dois.

Vini.

HBMS disse...

Caramba ! Já perdi um cachorro sim e sei que pra quem tem apego ao animal o tristeza que se passa é tão grande que as pessoas de fora da situação não entendem...
Já faz um tempo que também venho reparando na frieza que os médicos e veterinários vem tratando seus pacientes, acredito que o resultado disso não será difícil de achar.

Bem, deixo um abraço de conforto pelo seu amigo.

Daniel Silva disse...

Eu já perdi alguns bichos e sei como é. Triste pra caramba. Mas a gente supera.

Abraços

Tiago Camilotti disse...

puxa sinto muito! nada substitui o amor fiel de um cachorro em certos momentos na vida da gente

abraço

Dick disse...

tem tanta gente morrendo todos os dias e você ainda vai se preocupar com seu cachorrinho... Daqui um ou dois meses você nem vai lembrar dele direito.

Flávia disse...

Puxa, que chato! Tem gente que não entende o sofrimento pela perda de um animal. Eles também amam a seu próprio modo e a gente sente falta disso.

Beijo

Vini e Carol disse...

Nossa, eu sinto muito, perdem quem amamos é sempre ruim, o meu também perdi, mas de outra forma, ele sumiu e nunca mais voltou =(
Quanto essa negligência que ocorreu, tenho nem o que comentar, primeiro que para ser médico ou veterinário tem que gostar de quem cuida, e se gosta com certeza da atenção, que não foi o caso, a falta de atenção e respeito fez com que uma familia inteira sofresse, não me conformo com essas pessoas que só querem diploma.

Sinto muito pelo seu cão =(

Beijos, Carol

KaKa Fuinha disse...

eu sei como vc se sente.. eu perdi uma cadela, companheira de infancia.
ela morreu com 7 anos de cancer...
a gente sofreu mto quando teve que sacrificar

meus pesames pelo seu cão

eeee veterinario de merda esse...será que só pq eh cão eh menos importante?



http://blogdatolinha.blogspot.com/

Itamar (japa) disse...

é muito triste mesmo, ja perdi varios animais pois minha mãe gosta muito de bichos, mas o que mais me comoveu foi um gato que tinhamos que deram veneno e ele venho morrer na porta de casa..minha mãe chorou um mes seguido...

é muito triste mesmo, e tem gente que não se importa nem com a vida de humanos imagina de animais...triste isso!!!


t+
http://locomundojapa.blogspot.com

Max disse...

Comentei no texto sobre epistemologia. O legal do seu blog é que me lembra o Santo Agostinho e o "intus leggitt", fazendo seu blog ser inteligente por natureza.

Abraço!

30 e poucos anos. disse...

É triste perder um companheiro tão fiel ... eu sei como vc e sua família estão se sentindo.
Minha noiva é veterinária e ela é contra remédios em doses absurdas pois o animal não tem como reclamar se a dose foi certa ou não.
Se é certeza que a causa da morte foi o medicamento eu acho que nãopode ficar de graça para a clínica, exerça seu direito e reclame.

Djoni Filho disse...

Sabe, eu passei pelo mesmo caso que voce.. minha cadelinha, com a mesma idade, faleceu... ja tinha se operado de pedra na bexiga, e estava se operando da gengiva infeccionada e de varios outros problemas... e ela morreu na clinica... sabe o que vejo? veterinarios confundindo as coisas.. voce falou de sangue frio.. uma coisa é voce ter sangue frio para nao se descontrolar e fazer seu trabalho errado.. a outra e voce fazer as coisas por obrigação e nao saber com quem ta lidando. De que adianta ser veterinario se voce da menos importancia do que um ser humano? Que seja medico entao.

Até eu, homem - que se diz que nao chora - chorei a perda dela. Um palhaco veio dizer - tudo isso por causa de um cachorro? e eu respondi: certamente a vida dele tinha mais importancia do que a sua!

Eu nao sei responder a tua pergunta, mas lanco a pergunta para todos, pois a que mais faço. Quanto vale a vida?

L.Ikeziri disse...

nossa... isso é verdade... eu perdi o meu cachorro no ano passado tbm... ele tinha 11 anos... mas creio que ele foi para uma melhor, pois ele estava mto doente... mas com relação ao desinteresse à profissão... isso é um absurdo, pois quantas vidas não são "jogadas fora" por descuido, sendo que por o mínimo de interesse, muitas poderiam ter sido salvas...
Que todos os animais e vidas perdidos descansem em paz!

Lucas Alsil disse...

sinto muito pelo seu cão, mas posso afirmar com certeza, que quem receitou o remedio tbm deve estar sentindo

tdagora disse...

Eu também tenho cachorro e ele tem 11 anos também. Cara, não tenho idéia do que eu faria se eu perdesse meu bebê por erro médico. Acho que você tem que precessar, sim! Porque a morte do seu bichinho não pode passar em branco assim, não. A culpa foi de alguém e esse alguém tem que pagar.

Força aí, amiga! Eu não consigo imaginar a dor que você está sentindo e nem quero. Não consigo imaginar a minha vida sem meu cachorro.

beeijo!

Luciana

Dayane Mendes disse...

oi Querida, aprendi uam coisa, infelizmente nao há nada que possa ser feito para mudar o passado, mas o futuro, esse sim está em nosso alcançe e pode ser desenhado do jeito que quisermos.
Entendo a sua perda, mas faz o seguinte, compra um filhotinho lindo e leva para casa, nao vai substituir o seu doguizinho, mas eu tenho certeza q vai te trazer alegrias futuras.

Abracos...

Alcione Torres disse...

Puxa, deve ser uma dor imensa. Tenho duas cadelinhas e nem quero pensar em perdê-las.

leandro disse...

Amizade e companheirismo é algo que não tem preço e é pra vida toda!

Marcus disse...

nossa deve ser duro perde um animal asim =/

Marcus disse...

Realmente quem nunca teve um bicho de estimação, nao sabe o que significa isso.. eu perdi meu unico mascote quando tinha 5 anos, depois nunca mais quis ter.. velho Bandit!

Quanto a negligencia.. Não é so na medicina que esta acabando o amor pela profissão, o que importa hoje em dia, é o dinheiro, só o dinheiro.

Celebrity Poke! disse...

é muito dificil eu mesmo já perdi 1 gato e 2 cachorros que eu gostava muuito , mais tem que ser assim ne!
não conhecia o blog ainda ...bacana mesmo visita o meu


www.celebritypoke.blogspot.com

Suann Medeiros disse...

Nunca tinha visitado esse blog. E adorei, você escreve muito bem. E meus pêsames. Eu sei o que é isso que esteja passando, pois já aconteceu comigo do mesmo jeito.

Pirú disse...

acho q o problema da vida é o ser humano e suas escolhas huahuahua e respondendo uma pergunta do seu post minha vida ta valendo 2 pacotes de trakinas e 1 Vodca !

Comenta no meu tb ok ???
http://www.escolhaopcional.blogspot.com/
Abraços

Wanessa Lins disse...

Poxa, erro até com os cachorros =/
Sinto muita falta do meu! Imagino como você deve estar por conta dessa perda e sendo dessa tal forma que aconteceu.

;**
Beijoos


http://wanessalins.blogspot.com

Picolé de Chuchu disse...

já passei por isso é realmente muito ruim...


http://wwwpicoledechuchu.blogspot.com


Passa lá!!!

Quer mudar? Comece por você! disse...

um cachorrinho é uma felicidade, mais é muito triste qdo vão embora...
beijos

Gabriel Ribeiro disse...

Bah, eu sei exatamente a dor que é perder um cachorro por conta de erro médico (veterinário, lógico).

Mas no meu caso eu tentei considerar que era um amigo e era recém formado.

Enfim, é claro que uma pessoa, recém formada ou não, não ganha diploma pra enfeitar a parede. Aliás, não deveria. Mas se a gente tentar parar pra buscar o âmago da questão, a gente vai passar por tantos outros podres incuráveis que é melhor nem mexer na merda pra ela não feder mais.

Agora o que resta é prestar a devida homenagem ao seu parceirinho (muito bonitinho, por sinal), e tocar pra frente, porque tem que ter muito fôlego pra fazer uma diferença em 6 bilhões de pessoas.

Meus sentimentos!
Beijo.

Allerson disse...

Ari, mto obrigado pelo seu comentário e vou seguir sua recomendação vou criar a sequência ^^. vc é um dos poucos que apreciam minhas Hq's e sabem fazer um comentário descente e se quiser fazer uma parceiria é so me add msn eu to on agora. allerson.jesus@hotmail.com

Wellington disse...

Eu ja vim aqui antes neste mesmo post umas 2 vezes hehehe! Olhando suas fotos vi uma do Zepellin muito legal! =) Hidrogênio é muito inflamável porém mais leve que o Hélio! =P Bom, adorei seu template!!! Abraços!

http://neowellblog.wordpress.com/

Andréia M. G. disse...

Olá!Entendo bem o seu sentimento. Curiosamente é o segundo post sobre o falecimento de um animal de estimação que vejo esta semana. É uma perda triste, ainda mais pelo motivo que foi. Dá uma sensação de que poderia haver mais alguns momentos com o cãozinho amigo e por uma falha médica, ele se foi antes do tempo. Triste mesmo, mas muita força p/ vc.

Avassaladoras Rio disse...

Querida amiga avassaladora...
Não tenho palavras... posso apenas ser solidaria a sua dor, que imagino imensa!
Nem posso imaginar quando minha vez chegar e meu lindinho se for...

leandro disse...

comentando e recomentando.
Sentimentos pela perda!
Abraços

Avassaladoras Rio disse...

Querida amiga avassaladora...
Há menos de 2 meses nossa amiga Gilma perdeu seu fiel escudeiro Pierre, um basset de quase 15 anos de idade...
Todas nos sentimos muito...
Todas nos temos amigos de 4 patas, fieis e estimados... mas como tudo, nada dura pra sempre e o pra sempre sempre acaba...(legião Urbana)

Nanamada disse...

Sinto muito!
os animais de estimação tornam-se uma "familia paralela" de quem os possui..

Beijos

http://despelacoqueiro.blogspot.com
http://nanamada.blogspot.com

Avassaladoras Rio disse...

Querida amiga avassaladora... Não estranhe, mas somos 4 .. e cada uma tem uma historia.
Yo teve um cachorrinho vitima de negligencia em uma clinica veterinario carissima!!! pra resumir... por sorte ou previdencia, tinha tudo anotado e guardou todo receiturario... pediu um laudo da causa da morte a outra clinica e processou a clinica por danos materiais e morais..
Não trouxe o amigo de volta, mas dá um certo alivio saber que os responsaveis perderam noites de sono por causa do processo!

KyllMila_Mandhalla. disse...

A pouco tempo eu li o blog de uma menina que falava sobre o mesmo assunto e lendo o seu agora, me fez pensar ainda mais. Parece que os seres humanos perderão a noção do que é "ser humano", não há mais aquela sensibilidade com o próximo, pois o que importa é o dinheiro, muitas das vezes.
Além do caso de que para ingressar em uma universidade esta cada dia mais fácil, o fato da compra de diplomas também é algo tranquilo.
E na verdade, temos medo de irmos a médicos, pois muitas das vezes eles não são quem pensamos ser, ou seja: Profissionais.

É isso, continue pensando como esta: "Aconteceu porque tinha que acontecer."
Alivia a dor.

Beijos!

[ www.etudoquepenso.blogspot.com ]

planetadablogueira disse...

Também já passei por isso, com uma cachorrinha chamada Minie, restaram as fotos, e a saudade.

Amiga, to seguindo seu blog, olha, logo logo vc terá um novo cãozinho para alegrar os seus dias... Beijão

Wellington disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
oquemeinferniza disse...

Sinto muito, já perdi um cachorrinho assim e espero que não aconteça mais =/

Descarga! disse...

Olá!
Nunca tive um cachorro, mas imagino que seja desagradável e triste perder um amigo assim.
Andamos muito frios quanto a tudo, a televisão nos massacra com notícias reais que muitas vezes são tragédias. Nós vemos, mas não reagimos.
Triste mesmo.
Abraços,
http://www.descargapublica.blogspot.com/

Wellington disse...

=O Sumimasen! (Desculpa!)
Estou aqui para prestigiar seu blog!!! Minha intensão era de te dar um Saa ou Doozo (ânimo) para escrever mais, uma vez que suas postagens são dá hora! Desculpe-me caso tenha magoado! =/

http://neowellblog.wordpress.com/

Homrich disse...

ja perdi vários animaizinhos de estimação e eu sei como é a dor. Logo superamos e acontece novamente é o ciclo da vida... Parabéns pelo blog e muito sucesso.

Megumi ~ disse...

Eu amo animais. Fico triste ao ler essas coisas. Não quero nem me imaginar sem meus gatinhos... Mas infelizmente, hoje em dia tá difícil. Eu tenho medo de ir em médico, porque não confio em diagnóstico, sei lá... Sempre tenho um pé atrás. Não só médico 'normal', veterinários, e algumas outras profissões também.. Enfim.. Melhoras pra você. ._.

Jeferson Assis disse...

Olá, tudo jóia? Cara, fico triste pelo ocorrido. No teu post você deixou claro o que acontece nessa profissão (falo na área da saúde): falta mais amor com a vida do paciente.

Mas isso ocorre em todas profissões, em tudo que se faz o lado comercial está por trás.


Abraços...

Rogerio disse...

eu ja tive um cão que vivieu coma gente por quase 12 anos..ja fazia parte da familia...e muito dificl quandomisso acontece...

Rodrigo Selback disse...

Assim como no filme deve ser na vida real "Todos Os Cães Merecem o Céu".

OvoCuzido disse...

É verdade.. eu sei como é isso e te entendo porque também já tive uma perda dessas.
Meu cão tinha 10 anos e morreu em cirurgia. Tudo bem, porque o caso dele era grave e eu nao tenho o direito de culpar o veterinario por isso.. mas é duro voce ver o seu companheiro morrer depois de tanto tempo junto..
Um abraço, do blog OvoCuzido.

Pedro Junior disse...

Nossa não acheiuma postagem muito produtiva essa sua. Gosto de animais de estimação, mas não é bem o estilo de blog que me interssa muito. Mas boa sorte!

Raysner d' Paula disse...

Que péssimo, Ariane.

Mas parece que est a praga do serviço mal prestado se alastra por todas as classes profissionais!

Vivendo deixando a vida me levar... disse...

Eiii quero te agradecer o comentário no meu post... acho que foi o primeiro na eh?!?! Mas a vida é muiiiiiito injusta nao?? kkkk


Bjokas e obrigada mais uma vez!!

Ugly Dréh disse...

eh complicado, tb jah perdi um cachorinho e nunca mais quiz mais un =/

te peguei no topico [comente o blog acima]
e t enviei tb uma msgn para virarmos afiliados, c tiver afim , me diga okay ;)


http://pinkfashiondrag.blogspot.com

Thalita Souza disse...

Oun ,amei o seu texto ,e a foto é linda com o cachorrinho ^^
beijos .

Renan disse...

Realmemnte a vida não tem preço seja ela a de um animal ou de um ser humano.
Hoje em dia ta cada vez mais deficil profissionais que atuam por amor não são medicos são negociadores de vidas!

Blog da Srtª Skellington disse...

que cachorro fofo heim !
gostei do blog a materia de tudo !

Anne in the sky disse...

Nossa! Passei por algo parecido há alguns anos atrás...
Tinha um poodle de 8 anos que tinha um pequeno problema no pulmão, nada muito grave... aí um veterinário deu um remédio para ele e pouco tempo depois ele teve uma convulsão e morreu na minha frente, não tive tempo de fazer nada. Quando a minha irmã ligou para o veterinário nervosa dizendo o que tinha acontecido, ele simplesmente disse: "vem aqui que eu te dou outro".
O pior é que esse veterinário é conhecido por aqui, mas só tem nome mesmo...
Depois fiquei sabendo de outras histórias terríveis sobre ele.
Mas enfim, depois de um tempo adotamos outro poodle, mas obviamente hoje o levo em uma veterinária que conheço e na qual confio muito.
Quanto ao outro veterinário...espalho os podres dele por ando passo. rs
Bjs

Stephanie disse...

Acho absurdo uma pessoa optar por medicina (seja qual especialidade for) e não se prestar a fazer o serviço como se deve!
E o pior é que se v~e muito disso hoje em dia...

Pc´s & Hardware disse...

Legal cara seu blog Parabéns!

Sem Palavras

visita o meu blog ;D


http://computadorrs-informatica.blogspot.com/

Camis disse...

own, que fofo...uma pena o que aconteceu :/

www.teoria-do-playmobil.blogspot.com

Vini disse...

Eu tenho dois cachorros, um tem 8 anos e o outro tem 2, eu considero eles parte da família quando perder um deles não sei qual será minha reação principalmente se for culpa de algum profissional incopetente. Eu sugiro que vc mande um processo para esse médico ai.

diogo disse...

a punição nao tras de volta mais faz o justo pelo feito processo o mais viavel

Keisy disse...

...Sei o que está sentindo, já aconteceu com minha família tbm... É difícil perder um animal que conviveu tanto tempo junto da gente... Logo passa... bjs!

Diego Janjão disse...

Vida não tem preço e nem preço tem vida!

Minha namorada está tão triste pois sua gata está internada e sem dinheiro...

Lua disse...

Olá...vi seu blog na comunidade do orkut, li o post, nossa é mto ruim mesmo, faz +/- 1 ano qe eu perdi a minha cachorrinha qe está a uns 15 anos na familia... infelizmente ela sofreu um acidente. Pois bem não tem preço, mesmo qe jpa tenhamos outro cachorro jamias será igual a ela. e gostei do seu blog. beijos.

http://norecreiozero.blogspot.com/

*Teta de Nêga* disse...

Cachorro é o melhor amigo do homem! Tenho 2 cachorras em casa, mas antes perdi um cachorro mto querido, com apenas 4 anos...
Ele teve uma doença no sangue, que mesmo com o tratamento veterinário, morreu em uma semana.
Nunca esquecerei esse meu primeiro cachorro, mas a dor passa e a saudade fica. Ainda mais hoje sabendo que tirei 2 cachorras da rua para viverem no conforto.

Allerson disse...

Cara, esse um post super simples, mas tão dificil de se encontrar e tão verdadeiro, é como dizem o "cão" é o melhor amigo do homem, eu nunca fiquei mto tempo com algum animal de estimação por isso nunca sofri quando os dava para alguém, mas hj já tenho uma pastor alemã com quase 3 anos e doeria muito ficar sem ela, abraço pra vc^^ e o visual do seu background esta ótimo.

Este é o meu blog, quero fazer uma parceria com vc se aceitar so me add msn. allerson.jesus@hotmail.com

www.allersonblogger.blogspot.com

Diih disse...

texto fofóo ^^

Michelle da Rocha disse...

kkkkkkkkkk
eeu adoreei mesmo o blog de voces, e voces Oo
uiasuiasuasiasuias
Mas tá.. super pop esse blog em construção ein ?!
E acho legal falarem do valor de uma amizade. Não importa de onde e de quem :)

MO disse...

Nossa adorei seu blog e este post também...

Realmente perder alguém seja humano ou não doi muito.
Também perdi meu cachoro recentemente e ainda doi só de lembrar... depois eu li Marley e Eu e chorei ainda mais.

Começo a pensar que o Brasil tem mais jeito... em um páis onde analfabetos passam de ano, como podemos esperar que os profissionais que estão surgindo sejam qualificados e que sejam solidarios ao próximo?

Adorei...
se puder dê uma passada em meu blog:
http://loukaporseries-br.blogspot.com/
valeu!

Alisson disse...

A vida está mesmo muito comercial.

Mas nós temos a opção de mudar isso. ainda que pareca uma luta contra "moinhos de vento"

Maria Lia disse...

Quando eu era mais nova, perdi uma cadelinha - a Miuxa. Ela ainda era muito novinha. E tão linda! Acho que não passamos seis meses juntas, mas doeu tanto.
Não consigo imaginar como vai ser quando chegar a hora dos dois que estão comigo há tantos anos.
Mas, pelo que já vivi, imagino como deve ser difícil pra ti. Perder um cachorro é perder um amigo. E se isso acontece pela irresponsabilidade daquela que deveria ser a pessoa mais preparada pra ajudar esse amigo, além de doloroso, é revoltante.
Se o veterinário é negligente ao ponto de não entender que o fato de ser um animal [supostamente] irracional não diminui a importância de uma vida, ele não deveria ser veterinário. Se não sabe lidar com vidas, diretamente, que vá pra área de exatas! E ainda assim seria arriscado...

Sinto muito pela tua perda. De verdade.

Beijos.

Stella Tavares disse...

Já passei por uma perda assim e sei que não é fácil de enfrentar, mas o que consola é saber que uma doce lembrança acompanhará para sempre os seus caminhos e de todos que tiveram a alegria de conviver com um amigo durante onze anos.
Bjos.

Wander Veroni disse...

Oi, Ariane!

Também passei por isso no ano passado e é uma tristeza muito grande perder nossos bichinhos, que são a verdadeira alegria da casa, como se fossem filhos.

Esse debate que vc levantou é muito interessante. Pois há muitos profissionais que medicam sem nenhum critério, como se todo mundo fosse um robô. cada organismo tem uma reação diferente - e isso tem que ser levado em conta, por isso a consulta é individual, né!

Só de ler fiquei revoltado! Imagino a dor que vc e a sua família passaram. Isso é uma barra!
Desejo muita força e saiba que ele está aí lhe seguindo, pelos caminhos do coração.

Abraço,

http://cafecomnoticias.blogspot.com

Fernanda Thaisy Steffens disse...

É um companheiro que perdemos , um integrante da família. Tenho um cocker de 15 anos e a última vez que ele foi ao veterinário ele desmaiou, mas conseguiram fazer ele voltar e a culpa foi por alta dosagem de medicamentos também.

Infelizmente hoje em dia não acontecem esses erros apenas com animais mas com pessoas também.

http://comexsc.blogspot.com

Johnny Nastri disse...

Errar a medicação em animais não deve ser nada pra profissionais que hoje não conseguem ler uma chapa de pulmão.

Quando minha avó estava no hospital, antes de falecer, enquanto os médicos decidiam se ela estava com câncer ou problema no coração, em uma fatídica hora um médico residente teve a coragem de perguntar, olhando pra chapa: "esse é o pulmão esquerdo ou direito?".

Daí já imaginamos o destino da minha avó. Processar o hospital? Sim. É óbvio.

Vai demorar? Vai. Vai desgastar e não trará minha avó de volta? Vai. Mas o desaforo eu não levo.

www.vitrinedasideias.com

Bruno R.Ramos disse...

Concordo com vc.

tdagora disse...

espero que tenha conseguido decidir o que fazer sobre isso! Ainda acho que você deve processar o veterinário por erro médico!

beijo!

Luciana

•Tudo.ao.mesmo.tempo.agora• Filmes, séries, livros e entretenimento em geral
http://tdagora.wordpress.com
Twitter: http://www.twitter.com/lucianamangas

Felipe Marcato disse...

Sei como é. No começo do ano também perdi uma cadela que estava há 9 anos comigo, e morreu pois o veterinário não diagnosticou a doença a tempo de poder salvá-la

Will disse...

já aconteceu comigo de perder uma amiguinho ou melhor amiguinha roubaram meu cachorro a pouco tempo sacanagem
um bacet que adorava saudade pituca

www.ruivosuburbano.blogspot.com

Forrozeiros da Baixada Santista disse...

É verdade... infelizmente hoje no Brasil muitas pessoas só pensam no salário,mas ajudar de verdade são poucos...

Liliane Nunes disse...

Eu tenho uma poodle que é como se fosse minha filha, e apesar de já ter 7 anos é como se fosse o bb aqui de casa. É uma pena que os cachorros não vivam muito. Eles se tornam verdadeiros membros da família.

Espero que v possa superar essa perda!

Tiago Dadazio disse...

NEM OUTRA VIDA PAGA!

Thamii ~ disse...

olha, aconteceu algo parecido comigo...
ano passado eu tinha um cachorro que ia passar por uma operação e ele morreu... ele não estava tão mal, era quase que uma cirurgia para previnir problemas mais graves futuramente e ele faleceu antes mesmo de a cirurgia começar. Pelo que minha mãe me contou - pq no dia eu tava trabalhando, só fiquei sabendo quando retornei pra casa - foi dada uma dosagem maior do que poderia de anestisia.
e além de trazer muita tristeza pra todo mundo em casa, deu muita raiva, ódio... enfim, o que provavelmente vc sentiu.
pena que isso aconteça...!!

paginasonline disse...

Eu tenho vários animais de estimação aqui em casa, e não sei o que seria da minha vida sem eles...
Minha Maritaca morreu em Fevereiro de enfarto, e eu achei q fosse morrer junto de tanta tristeza.
Minha Poodle se parece D+ com o seu cachorrinho que morreu.
BjOs^^

luiz scalercio disse...

bellissimo texto eu fiquei muito
muito atento na lida do texto prbns

Adm. Marcelo Leite disse...

é triste :(

plaidy disse...

Poxa, sinto muito!
Eu amo minha cachorrinha, não sei bem como se sentiu mas vibro por você.

É bom se acreditarmos que ela está em um lugar muito feliz, esperando por nós. Provavelmente está, Deus é bom.

Poxa, fiquei triste.

Pesqueira-Pe Fotos! disse...

Sinto muito por teu Cachorro!Mais tudo isso q vc fala aí é uma realidade em nosso país,popis há melhares de casos q a mídia desconhece,precisamos q profissionais q sinta amor pelo o q faz ñ só penssar na grana pelo serviço prestado!em fim esse é uma assunto q cedo ou mais tarde vai ta sempre em pauta! abraços Adson!